Nossa Senhora Da Livração

A A

Calendário de Santos

d s t q q s s
 
 
 
 
 
1
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
11
 
12
 
13
 
14
 
15
 
16
 
17
 
18
 
19
 
20
 
21
 
22
 
23
 
24
 
25
 
26
 
27
 
28
 
 
 
15 de Agosto


A origem dessa devoção está envolta em muita poesia. O fato, no entanto é que a devoção popular foi registrada em diversas localidades. Na Arquidiocese de Braga, em Portugal, consta que na igreja da Ordem Terceira de São Francisco se encontra a imagem de Nossa Senhora Libertadora das Almas do Purgatório. Pe. Jacinto dos Reis afirma que é mencionada na Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira.
Fala-se também que a origem ver­dadeira vem desde os tempos da história de Alcácer-Quibir. Naquela batalha, com a morte de Dom Sebastião, foram aprisionados todos os nobres que não queriam aceitar nem render homenagem aos conquistadores, podendo até pagar com a vida. Entre eles, encontrava-se Rodrigo Homem de Azevedo que era um dos mais dedicados defensores de sua pátria portuguesa, e não aceitava as ordens do duque de Alba, enviado pela Espanha para submeter o povo.
A esposa de Rodrigo, encomendou o caso à santíssima Virgem da qual era devota. Durante nove dias orou fervorosamente, temendo pela vida de seu marido. Terminada a novena, ela teve um sonho, no qual lhe pareceu ver Nossa Senhora que lhe dizia: “Não te preocupes. Eu o livrarei. Mas quando puderes edifica uma igreja, para que meu Filho seja glorificado aqui”.
Sem saber como, seu marido foi libertado quando outros nobres foram executados. Ele, por ter recebido essa graça, mandou esculpir uma imagem, conforme descrição da esposa em seu sonho: “Vestido branco. Os cabelos loiros soltos. O Menino Jesus no braço esquerdo e a mão direita em sinal de amparo”. E porque Nossa Senhora disse “Eu o livrarei”, deu-lhe o nome de Nossa Senhora do Livramento e construiu uma capela.
Os portugueses trouxeram essa devoção para o Brasil. Na Arquidiocese de São Paulo há a Paróquia de Nossa Senhora da Livração. Dois municípios foram agraciados com esse simpático nome, um na Arquidiocese da Paraíba e outro na de São Luís de Cásseres, no Mato Grosso. Neste último — narra uma lenda mantida pela tradição —, um desconhecido, entre outras mercadorias, carregava na sua carrocinha uma imagem de Nossa Senhora. Num determinado lugar o animal estancou e não houve quem o pudesse mover. Retiraram a imagem e o animal andou. Tornaram a colocar a imagem na carrocinha, e outra vez o animal empacou. Isso se repetiu várias vezes. Os moradores interpretaram que Nossa Senhora queria permanecer naquele lugar. O desconhecido continuou seu caminho e desapareceu. Ninguém nunca mais o viu. O povo construiu uma capela, depositando no altar a linda imagem. Mais tarde a ermida se transformou em exuberante templo.
Oração
Mãe amorosa, permanecei em mim como num templo adornado e acolhedor. Nossa Senhora do Livramento, livrai-me de todo mal. Reinai em minha alma, mostrando-me nos vossos braços a Jesus. Amém.
 

Igrejas dedicadas a Nossa Senhora Da Livração

*Fonte: Pia Sociedade Filhas de São Paulo Paulinas http://www.paulinas.org.br